Notícias e Novidades

Mercedes-Benz CLA 200 

 

          O CLA 200 Turbo tem um visual desenvolvido para agradar o público jovem. O carro segue a linha cupê de quatro portas, e se destaca pela ausência da coluna central entre as janelas laterais. Chamado de "cupê de 4 portas" pelos executivos da empresa, o modelo aposta em um estilo jovial e ousado, com linhas fluidas, para conquistar novos consumidores para a marca.

 

 

          O desenho é moderno, com destaque para os conjuntos ópticos dianteiro e traseiro, composto de LEDs, que garantem excelente visualização e sinalização. O teto solar de vidro com acionamento elétrico é outro item que acrescenta muito charme ao veículo.

 

 

          O desempenho é garantido pelo motor 4 cilindros turbo, o mesmo que equipa o Classe A 200, com 156 cv e 25,5 mkgf, acoplado ao câmbio robotizado de dupla embreagem e 7 marchas (batizado de 7G DCT). De acordo com a fabricante, o CLA é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8s5 e atingir 223 km/h de velocidade máxima. Nada mau para um carro que pesa 1.430 kg em ordem de marcha.

 

 

          A dirigibilidade, como é de se esperar em um automóvel da marca, é irrepreensível. O motor responde prontamente aos comandos do acelerador e a suspensão proporciona ótima relação entre conforto e estabilidade. Além disso, todos os comandos estão muito bem localizados.

 

 

         O interior também ostenta um desenho mais esportivo, com detalhes de acabamento galvanizadas em prata escurecido e os bancos são revestidos parte em couro e parte em tecido. 

 

Informações.

Aceleração 0 a 100 km/h: 9s4
Retomada 60 a 120 km/h em Drive: 7s0
Frenagem 80 a 0 km/h (metros): 26,0
Consumo cidade (gasolina): 7,2 km/l
Consumo estrada (gasolina): 16,1 km/l
Ruído a 120 km/h em Drive: 63,8 dB

 

Ficha técnica        

Motor dianteiro, transversal, gasolina, turbo, 16V; Cilindrada 1.595 cm³; Potência 156 cv a 5.300 rpm;Torque 25,5 kgfm a 1.250 rpm; Câmbio dupla embreagem, 7 marchas; Suspensão dianteira McPherson;Suspensão traseira multibraço; Peso 1.430 kg; Comprimento 4,63 m; Largura 1,78 m; Altura 1,43 m;Entre-eixos 2,70 m; Porta-malas 470 l; Tanque de combustível 50 l; Pneus (veículo testado) 225/40 R18.

 

 

                                                                                                                                                               Fonte: http://carroonline.terra.com.br/

___________________________________________________________________________________________________

Você sabia?

 A Volkswagen é a dona da Audi, Lamborghini, Ducati, Bentley, Bugatti e Porshe.

 

          A Volkswagen (VW) é uma empresa alemâ pertencente ao Grupo Volkswagen. É a maior fabricante de automóveis do mundo e tem sua sede mundial na cidade deWolfsburg, Baixa Saxônia. 

          O Grupo Volkswagen, além da marca Volkswagen, é também proprietário das marcas Audi, Bentley, Bugatti, Ducati, Lamborghini, Seat, Poshe, Skoda, MAN e Volkaswage Caminhões, Scania e Suzuki.

          Em março de 2011, a Volkswagen adquiriu o segmento comercial da Porsche  , por 3,3 bilhões de euros, tendo assim o direito de negociar e operar pela marca "Porsche", fazendo com que a Volkswagen fique mais próximo à fusão com a "PHS" (Porsche Holding Salzburg).

          Em julho de 2011 a Volkswagen que já era o maior acionista do Grupo MAN SE, elevou sua participação para 55,9% das ações, consolidando-se como acionista majoritário.

          Em abril de 2012 a Volkswagen, por intermédio da Audi , anunciou o compra da fabricante italiana de motos Ducatti, aumentando a rivalidade com a BMW também no segmento de motos esportivas.

 

________________________________________________________________________________________________

  Sinais de fumaça.

      Donos de BMW 120i e 320i reclamam de falhas de motor, alto consumo de óleo e excesso de emissões.
                                                                              (reportagem extraída do quatrorodas.abril.com.br) 
 
 
 

                    Os importados alemães sempre foram reconhecidos pelo refinamento na construção e pela robustez mecânica. Por isso causa surpresa a um dono de BMW quando descobre que o motor começa a apresentar falhas de funcionamento, consumo elevado de óleo e fumaça em excesso, que é o caso de alguns registros com os modelos 120i e 320i com o motor N46 de 2 litros que equipam os modelos 2004 a 2011.

                    Entre eles está o 320i 2008 da advogada Carolina Antunes, de Belo Horizonte (MG). Ela reclama que o motor, que tem 60 000 km, apresentava engasgos nas trocas de marcha e que a luz de alerta do óleo acendia a toda hora. "A cada 400 km, colocava 1 litro de óleo. Eu até comprava em embalagens maiores. No fim, gastei mais de 6 000 reais para retificar o motor. A autorizada dizia que não sabia o que era, pois não vazava óleo pelo motor nem na garagem."

                    Além do alto consumo de óleo, os donos ainda reclamam do excesso de fumaça, como relata o funcionário público Marco Antônio Andrade, dono de um 320i 2007 com 59 000 km. "Não podia parar mais de 2 minutos no sinal que a fumaça cobria o carro. Sem falar da falta de potência nas saídas e do alto consumo de gasolina." Marco diz que teve de retificar o motor, o que lhe custará 7 500 reais.

                    Alguns tiveram a oportunidade de ver o mesmo defeito nos dois modelos da marca, como o empresário Pedro Henrique Alves, de Belo Horizonte (MG), que tinha um 120i e um 320i, ambos 2007 e com menos de 51 000 km. "Nos dois aconteceu o mesmo: o óleo baixava quase 1 litro por semana e o motor perdia potência. Após levar a quatro oficinas e gastar mais de 10 000 reais, preferi vendê-los."

                    Segundo Herbert Pinho, dono da Alpina, oficina especializada em BMW, de Belo Horizonte (MG), o problema está nos retentores das válvulas. "Eles ressecam quando o motor passa dos 50 000 km. A partir daí, o óleo começa a ser queimado dentro da câmara de combustão, por isso não se vê sujeira no motor ou no chão." Ele explica que a solução é abrir o motor e trocar os retentores. "Essas peças não foram feitas com material para suportar a temperatura e o combustível do Brasil", afirma. Herbert conta que já atendeu em sua oficina 15 casos como esses e que o conserto sai por 7 000 reais.


O POVO RECLAMA

                    "À medida que o motor esquentava, mais fumaça saía pelo cano de descarga e cobria todo ocarro. Na autorizada, disseram que já atenderam diversos casos iguais ao meu."
Gilberto Alves Dias Fernandes, empresário, contagem (MG), dono de um BMW 320i 2006


RESPOSTA

                    Segundo a BMW, apesar do grande volume de vendas dos modelos 120i e 320i no Brasil, "apenas poucos casos isolados" foram registrados. A marca atribui o problema no motor a "quilometragens avançadas, ausência de manutenção, tempo excedido na troca do óleo lubrificante do motor e utilização de combustível de baixa qualidade".

 
 

 

 

___________________________________________________________________________________________________

 23/05/2014

    Problemas das juntas de cabeçotes de um veículo BMW.

(Escrito por William Zane)

 

                    Apesar da BMW possuir uma das melhores engenharias do mundo e ser líder em muitos aspectos da indústria automotiva, muitos de seus carros podem sofrer de problemas de junta do cabeçote. Isso é causado por alguns fatores, como os BMWs parecem ter bombas de água, termostatos e radiadores que não duram muito tempo. Há algumas coisas que podem ser feitas para evitar que a junta do cabeçote deforme-se, bem como alguns sinais para checar, se considerar que ela tenha algum problema.

Causas

                    A junta do cabeçote geralmente falha devido a um sobreaquecimento no motor que, por sua vez, faz com que ela se deforme. Se isso acontecer, a junta do cabeçote não sela o bloco do motor, permitindo que o líquido de arrefecimento se misture com o óleo. Um motor pode se superaquecer por várias razões. Se a bomba de água falhar, o líquido de arrefecimento para de circular do radiador para o motor, causando superaquecimento, se o problema não for diagnosticado a tempo. Se for o termostato, então o ventilador não ligará e isso causará o superaquecimento. A possibilidade menos provável é de um problema no núcleo de radiador, embora isso também aconteça.

Identificação

                    Há vários sinais de que o BMW está com a junta do cabeçote queimada, como o medidor de temperatura sinalizando que o carro está funcionando super-aquecido. Se a luz do líquido de arrefecimento acender, mesmo depois de fechado, ainda está vazando em algum lugar. Outra maneira de saber é abrindo a tampa do motor e revisando o óleo. Se a junta do cabeçote estiver queimada, o óleo estará misturado com o líquido de arrefecimento e terá uma aparência marrom leitosa. Se uma fumaça branca sair do tubo de escape, mesmo depois do carro estar aquecido, há uma boa possibilidade de haver problema.

 

Prevanção/solução

                    Há várias coisas que se pode fazer para garantir que o motor do BMW não sofra de junta de cabeçote queimada. É recomendável trocar a bomba de água a cada 96.000 km e substituir o termostato, se houver qualquer sinal de que o motor esteja esquentando. Apesar de radiadores serem caros, é uma boa ideia substituí-los a cada 160.000 km ou mais. Também é possível trocá-lo por um radiador de alumínio ou colocar uma bomba de água melhor. Também é bom trocar periodicamente o óleo de arrefecimento.

 

O que acontece se a junta do cabeçote estiver com defeito?

                    Se a junta do cabeçote de um BMW estragar, é difícil arrumá-la. A junta em si custa geralmente uns R$ 400, mas sua remoção leva muitas horas. A maioria dos mecânicos cobram cerca R$ 3.000 pelo conserto.

          

 

__________________________________________________________________________________________________

24/05/2014

 

                   BMW z3 1.9 ano 2000 importada, do nosso cliente Nicolau de Sorocaba - São Paulo, estava apresentando pequenos vazamentos de óleo na tampa de válvulas, suspeita de problemas na Junta da Tampa de Válvula.

 

                    O Z3 foi projetado por Joji Nagashima da equipe de design da BMW em 1991-1992 (com um design congelamento Julho de 1992) e o projeto resultante desenvolvido a partir do E36 plataforma do Série 3 para a produção dentro de 38 meses. A plataforma resultante é muitas vezes referida como o E36 / 7 (roadster) ou E36 / 8 (coupé). A semi-traseira arrastando braços e suspensão do E30 foi utilizada ao invés da mais sofisticada suspensão multilink do E36. Na primeira, apenas o 1.9 L M44B19 straigth-4 motor foi oferecido, com 138 cavalos (103 kW). 

 

 

 

                    O motor é o  M44B19 tem um deslocamento de 1.895 cc,  o que é conseguido através de um furo de 85 mm (3,3 polegadas) e do curso de 83,5 mm (3,3 pol.) A compressão 10:01 é usado, juntamente com a Bosh M5.2 de injeção de combustvel e cumpre com as normas Euro3.

                    A BMW M44 é um straight-4 DOHC motor a pistão , que substituiu o M42 e foi produzido de 1996-2001. Comparado com o M42, o M44 tem um adicional de 6% de deslocamento . De acordo com a M42, o M44 tem um coletor de admissão duplo comprimento. 

 

 

 

                               Desparafusando a tampa de válvulas para efetuar a troca da Junta.

 

                                  Junta velha bem ressecada e quebradiça, sendo necessário a troca. 

 

BMW z3 1.9L M44, ano 2000 importada do Paraguay. Aqui no Brasil não tem vestígios de outra z3 igual com o mesmo ano  circulando.

 

_____________________________________________________________________________________________

14/05/2014

 

Troca do Retentor traseiro do virabrequim da Toyota RAV4 2.0 16v. 

 

Na oficina EVERTON AUTO CAR Centro Automotivo, de nosso cliente Everton Santos de São Gabriel do Oeste no Mato Grosso do Sul.

 

 

 

 

 

_______________________________________________________________________________________________

13/05/2014

BMW Série 320i ActiveFlex é primeiro modelo de luxo do mundo a usar tanto gasolina quanto etanol em motor turbo.

 

Apenas o 320i usa motor flex, por ora, partindo de R$ 133.950; versão GP vai a R$ 143.950 e GP Sport , a R$ 158.950

 BMW trabalhou "quieta" e trouxe solução flex para mercado premium antes de Mercedes-Benz, Audi, Volkswagen... motor é o mesmo TwinPower 2.0 Turbo usado até então, mas calibrado para consumir também etanol.

 

 

 

O motor 2.0 16v gera 186 cavalos e torque 27,6 kgfm , gasolina ou álcool no tanque. O caráter "bi" só está no emblema mínimo na traseira: ActiveFlex.

 

Preços:

- BMW 320i ActiveFlex -- R$ 133.950
- BMW 320i GP ActiveFlex -- R$ 143.950
- BMW 320i GP Sport ActiveFlex -- R$ 158.950

 

 

__________________________________________________________________________________________________

12/05/2014

Remoção e troca da Junta do Cabeçote da BMW 320i 2002 6 canecos.

 

left show fwR tsN b01s bsd|left tsN fwR show b01s bsd|left show fwR tsN b01s bsd|bnull|||login news fwB fwR normalcase tsN|fwR normalcase tsN fsN|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase tsN|fwR normalcase tsN|normalcase tsN|content-inner||